Páginas

domingo, 12 de março de 2017

Segundo exame de audiometria após cirurgia. (Otosclerose)


Olá tudo bem? Já se passaram 7 meses após a cirurgia fiz o segundo exame de audiometria tonal e fonal, desta vez o exame foi feito no hospital CEMA como de costume, não gostei muito do laboratório que fiz o primeiro, passei com um médico da equipe do Dr Andy e ele ficou muito satisfeito com o resultado, houve uma perda de apenas 5 por cento, tudo dentro do normal segundo ele ainda pode melhorar.

Eu estou ouvindo muito bem, mas tinha dias que eu tinha a sensação de ouvir menos ou que não conseguiria ouvir nada, estava um pouco preocupada, mas o médico me examinou e notou que estou com as narinas bem inchadas em consequência da sinusite e rinite, me explicou que é normal se sentir assim quando está com estes sintomas, pois influencia na audição.

Ele me prescreveu um medicamento, e voltarei daqui 4 meses para acompanhamento. Apesar do acontecido, a minha vida mudou muito depois da cirurgia do segundo ouvido, se antes já estava bom com a cirurgia do primeiro ouvido, agora melhorou muito mais, valeu muito a pena.  

Mas não me arrependo pelo tempo esperado, que foi de 4 anos, deu para conviver bem com a audição de um ouvido e hoje posso ver a diferença de ter o operado outro. Antes eu ainda tinha uma pequena dificuldade quanto ao lado que não escutava bem, agora está completo, certos barulhos me incomodam muito, sempre tenho que controlar o volume dos sons que escuto.

E cada dia que passa tem melhorado, assim como o médico tinha dito, estou muito contente e ainda tenho tomado cuidado quanto a molhar, pancadas e pegar peso, evito muito, acho que o cuidado deve ser pelo resto da vida, muitas pessoas perdem a audição após operar e penso que é relacionado a isso.
Parei de tomar o medicamento para o zumbido porque achei que parecia que estava piorando, o zumbido estava ficando mais evidente, não suportei, melhor sem o remédio, como a audição está boa dá pra conviver com isso, e o  percebo mais a noite quando há mais silêncio.

Se você tem o desejo de passar pela cirurgia acho válido, porque muda muito a nossa qualidade de vida, algumas pessoas se adaptam bem ao aparelho, mas se não é o seu caso a cirurgia é uma ótima opção desde que encontre um médico capacitado para isso.

Boa sorte a todos e depois eu volto para contar sobre o terceiro exame.  ❤❤

domingo, 27 de novembro de 2016

Sobre voltar a ouvir bem (Otosclerose)


Olá voltando aqui para contar como foi o meu exame de audiometria do ouvido direito,  3 meses após a cirurgia fiz o exame e o resultado foi muito bom. Dessa vez não passei com Dr. Andy, mas com o Dr. Marcelo que faz parte da equipe dele, é um médico muito bom e atencioso, esclareceu muitas dúvidas. 

O resultado foi muito parecido com o da cirurgia do ouvido esquerdo, uma pequena perda, mas tudo dentro do normal, ele considerou o resultado ótimo, e explicou que é muito recente e muitas coisas podem mudar para melhor, porque ainda está em fase de recuperação, isso quer dizer que na próxima vez que eu fizer o exame pode estar melhor ainda.

Mas como me sinto hoje? Estou escutando muito bem, é claro que as vezes, e não sempre confundo quando o som vem de longe de qual direção  está vindo, mas escuto por duas prótese isso está dentro do normal. Os benditos zumbidos ainda estão aqui em pouca intensidade, mas estão, pretendo começar a tomar o medicamento que o médico receitou, li alguns depoimentos em uma comunidade sobre zumbido no facebook que pra algumas pessoas tem funcionado.

Mesmo após 4 meses eu ainda tomo cuidado para não exagerar em fazer muito esforço físico, procuro não deixar molhar também. O médico me alertou que pode sim acontecer de perder a audição ainda, nada é garantido, por isso acho muito importante ter muito cuidado. No caso da perda permanente ainda tenho a opção de colocar o implante coclear, mas quero confiar que isso não irá acontecer se Deus quiser. 

Muitas coisas mudaram, converso com as pessoas sem a preocupação que não vou escutar direito, operar o segundo ouvido melhorou muito mais tudo em minha vida, e por várias vezes preciso pedir para o meu marido abaixar o som da tv, e me incomodo com sons altos na rua, mercados ou lojas.

Daqui pra frente é curtir a vida sem esse problema que me incomodava tanto, agradeço muito a todos leitores e amigos que conheci aqui no blog,  li muitos depoimentos e comentários que me incentivaram muito na decisão pela cirurgia do segundo ouvido. Qualquer coisa se eu puder ajudar estarei a disposição. Um abraço a todos e desejo que tudo dê certo também para todos vocês!!

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

41 dias após a minha cirurgia do ouvido direito (estapedectomia)


Olá tudo bem com vocês? Voltei pra contar como está indo a minha recuperação após 41 dias da cirurgia, na verdade eu não esperava uma recuperação tão boa, eu tinha receio de operar o segundo ouvido e que fosse tudo diferente da primeira cirurgia, mas para minha surpresa tudo aconteceu de uma forma muito melhor.

Desde os primeiros dias, com sintomas de leve tontura, gosto metálico na boca igual algumas pessoas já comentaram aqui no blog, o que mais senti dessa vez foi dor de cabeça, mas era suportável porque assim que começava eu tomava um analgésico e logo passava.

Eu procurei fazer o repouso certinho, fiquei a maioria do tempo deitada e ainda não estou pegando peso. Está semana comecei a caminhar e pedalar na bicicleta ergométrica, mas bem de leve igual o médico recomendou.

Quanto à audição está muito bem graças a Deus, operar o segundo ouvido foi muito importante por que hoje vejo que simplesmente complementa o outro ouvido para ouvir muito melhor, estou muito satisfeita com o resultado.

É claro que agora vou ser muito mais cuidadosa com baques na cabeça, procuro não deixar molhar também, ainda espirro com a boca aberta e é estranho kkkk.  Agora com os  dois implantes o cuidado tem que ser dobrado, porque se deslocar a prótese sei que não escutar mais será definitivo. Ainda tenho os benditos zumbidos, mas bem menos que antes, o médico passou medicamentos, mas ainda não comecei a tomar, na verdade  não tem me incomodado, acho que por isso até me esqueci de comprar.

Muitas pessoas me escrevem falando que deu errado as cirurgias que fizeram ou que não obtiveram o resultado satisfatório, outras felizes porque tudo deu supercerto, gostaria que desse certo para todos, pois escutar bem é muito bom, é maravilhoso, quando falo que a cirurgia vale a pena, falo pela a minha experiência.  Mas acho que é uma decisão muito particular, é uma cirurgia de risco como qualquer outra, e sempre procuro frisar que é de muita importância encontrar um bom médico e que tenha um histórico profissional em relação à cirurgia de estapedectomia.

No mês de outubro retornarei ao médico com o resultado da audiometria do ouvido novo,  embora eu tenha tido um resultado muito bom estou ansiosa pra fazer o exame e ver o resultado e volto para contar tudo para vocês. Até lá!!


terça-feira, 9 de agosto de 2016

Cirurgia de estapedectomia do ouvido direito (Otosclerose)



Olá!! Vocês acreditam que eu já operei do ouvido direito? Como falei no último post a cirurgia seria dia 15 de julho, mas o médico adiou para dia 01 de agosto devido a um congresso que ele teve que participar. Isso foi bom, porque me restabeleci da sinusite e me preparei melhor para o grande dia.

A internação foi ao meio-dia, engraçado que mesmo já tendo passado pela cirurgia de estapedectomia do ouvido esquerdo há 4 anos, dessa vez eu estava mais ansiosa e receosa. Eu confio muito em Deus, e acredito que ele tem formas de nos prevenir de certas coisas que poderiam acontecer conosco. A cirurgia estava marcada para dia 15 de julho e a secretária do médico ligou para cancelar, fiquei chateada no dia porque estava tudo programado certinho, férias de escola da minha filha e do meu marido, e tivemos que mudar tudo de uma hora para outra.

Passando 3 dias da ligação, meu marido estava indo trabalhar depois do almoço e eu estava na garagem onde temos uma rede, olhei para ela e pensei, quando eu operar vou ficar aqui na rede, ler e usar a internet, aqui é mais quentinho. Eu já pensava isso antes, então, resolvi sentar, e quando fiz isso a rede não estava presa direito e fui para o chão, um tombo feio, pois bati a minha cabeça fortemente na porta do carro, e doeu a tarde toda. Acredito que o cancelamento da cirurgia não foi em vão, imaginem se eu tivesse operado dia 15? No dia 18 já teria perdido tudo, agradeci muito a Deus por ter cuidado de mim.

Continuando, a cirurgia foi mais ou menos as 15h, acordei na sala de recuperação com a enfermeira insistindo para eu respirar e ainda bem porque eu me peguei várias vezes apagada e acordava com a insistência dela “respira...respira”. Logo fui para o quarto, onde tudo rodava, e me lembrei da primeira cirurgia que a enfermeira me orientou a ficar com os olhos fechado que logo passaria, fiz isso e logo passou. Mesmo já tendo o ouvido esquerdo já operado eu senti diferença na audição, sons estavam ainda mais claros, passei a noite no hospital e sai no dia seguinte logo cedo.

Estou há 8 dias em recuperação fazendo o repouso necessário. É muito importante seguir as recomendações médicas corretamente, evitar movimentos bruscos com a cabeça, não molhar o ouvido, não tomar café, chocolate e chá. Sentia o ouvido tapado e tive muito mais zumbidos, mas tudo dentro do normal porque o curativo seca e tem esses sintomas. No dia 8 de agosto fui no hospital tirar o curativo, o Dr Andy fez a limpeza aspirando o ouvido, A sensação na hora que tira o curativo e aspira é um pouco desconfortável e tive um pouco de tontura.

Logo após a retirada do curativo eu ouvi tudo muito alto, a voz do médico e o barulho do aparelhinho que ele colocava no ouvido. Posso dizer que ouvi muito mais do que quando operei o ouvido esquerdo, o médico disse que é normal, preciso usar algodão pra sair na rua, e em casa estão precisando tomar cuidado porque qualquer barulho me assusta...que felicidade gente!!!

Embora eu tenha achado que algumas coisas mudaram no hospital tenho que falar que a equipe médica e os enfermeiros são pessoas muito dedicadas e estão sempre a disposição, agradeço muito.  Agradeço também a Deus que cuidou de tudo, e a minha família que me ama muito e me cuidam com muito carinho, Amo vocês!!!  ♥ 



segunda-feira, 11 de julho de 2016

Preparação para cirurgia de estapedotomia do ouvido direito (Otosclerose)



Olá voltei está semana pra contar pra vocês como foi até aqui com os exames e o retorno ao médico no hospital CEMA. Fiz  todos exames e passei no cardiologista para avaliação cardiológica conforme ele me pediu. Mas como estou com uma crise de sinusite ele prescreveu um antibiótico e um antialérgico para eu já começar tomar antes da cirurgia, na verdade peguei uma gripe forte e não tratei direito e isso reverteu para sinusite que de vez em quando volta.

 Mas se Deus quiser até o dia da cirurgia estarei bem, com a sinusite os zumbidos aumentaram mais ainda, eu tenho esperança que operando eu possa ficar livres deles, tem hora que tenho impressão que tenho zumbidos no ouvido operado também, mas é tão intenso que me confundo, parece que tenho uma orquestra, fábrica e grilos dentro da cabeça, só dá um pouco de alívio de dia porque tem barulhos, e a noite com silêncio fica muito muito pior, o Dr. Andy me explicou que com a perda da audição acontece o aumento do zumbido mesmo.

Lembro que na primeira cirurgia eu talvez pagaria  o custo prótese de teflon, mas o convênio cobriu e não tive esse gasto, desta vez  foi pedido a prótese e caneta com conjunto de brocas, e graças a Deus tudo foi liberado.

Preciso contar para vocês como me sinto neste momento, estou um pouco apreensiva porque se acontecer algo errado posso perder a audição deste ouvido de vez, sendo que preciso para o resto da vida tomar cuidado com pancadas e esforços que possam deslocar a prótese do ouvido operado há 4 anos, mas li tantos depoimentos aqui no blog e em outros sites de pessoas que fizeram a cirurgia dos 2 ouvidos e estão super bem e confio muito em Deus e no Dr. Andy e sua equipe. Acredito que vai dar tudo certo. Faltam poucos dias e peço que orem e torçam para que dê tudo certo. Depois da cirurgia eu volto para contar tudo para vocês. Até lá!!

Obs: A cirurgia foi adiada pelo médico pra início do mês de agosto, o motivo é um congresso no qual  há a necessidade da presença dele, achei bom porque posso me recuperar melhor da sinusite até o dia.



Orelha Humana em 3D

Este vídeo está em inglês no youtube, mas assistindo dá pra ter uma ideia muito boa de como funciona a nossa audição

Esta é uma breve explicação de como o nosso sentido da audição funciona. Começa com ondas sonoras, em seguida, explica o martelo, bigorna e estribo. Finalmente a cóclea. Em uma animação médica agradável.


terça-feira, 14 de junho de 2016

Depoimento pós cirurgia de otosclerose da Raquel Benfica


 Olá leitores do blog, hoje o depoimento sobre a cirurgia de otosclerose é da Kel, eu a conheci porque ela me adicionou no facebook e me contou que tinha passado pela cirurgia, de cara gostei muito dela, por ser uma pessoa espontânea, divertida e muito amável>>> "Kel muito obrigada". 

Olá, meu nome é Raquel, sou mineira, tenho 29 anos e desde os 15 anos percebo a otosclerose. Lembro-me como se fosse hoje o dia que senti a primeira vez aqueles surdões seguidos de zumbidos que a otosclerose nos acomete. Foi numa manhã de Abril do ano de 2002, faltavam 2 dias para eu completar meus 15 anos. A princípio acreditei ser uma coisa passageira, mas me acompanhou e ainda acompanha no ouvido esquerdo. Realizei audiometrias com diagnostico de perda auditiva moderadamente severa em ambas a s orelhas. Com o tempo eu aprendi que a leitura labial me ajudava compreender melhor e acreditem, aprendi LIBRAS . Eu não sentia que a perda era tanta porque eu fazia a leitura labial, mas a TV eu ouvia no vol. 25. Aos 19 anos eu entrei na fila do SUS para conseguir a cirurgia, até hoje não me chamaram. Me casei aos 20 anos e meu marido me prometeu que quando ele pudesse seria realizado minha cirurgia. Em 2015 Deus preparou de começar a realizar os exames para a operação, onde comecei a pesquisar sobre a cirurgia, os prós e os contras. Conheci o Blog da Bete e li os depoimentos. Lembro-me que ao ver a audiometria de uma depoente eu fiquei boquiaberta, que maravilha! A adicionei no facebook para tirar todas as minhas dúvidas, desde então criamos um elo de amizade maravilhoso. Muitas perguntas foram feitas e muitas dúvidas tiradas e a força que ela me deu para arriscar e que daria certo não há explicação. Além de nos tornarmos amigas, descobrimos que somos gêmeas do coração. Eu nascida em 08 de Abril de 1987, a Jo em 16 de Abril do mesmo ano. Duas arianas que amam o azul, eu Cruzeirense, ela Gremista. Paris um sonho em comum! Sentimos tantas coisas em comum que algumas pessoas podem não acreditar, mas sim, somos gêmeas do coração e amigas pela otosclerose. Em 01 de março de 2016 eu operei meu ouvido direito, os curativos me deixaram apavorada por não ouvir, mas o dia que desentupiu o ouvido foi a maior alegria da minha vida. Eu ouvia a água passar pela torneira, escorrer no ralo no banheiro, a TV no vol. 9, meu marido falar baixinho, o trem que apitava na rua de baixo eu passei a ouvir e até assustar com ele,hehehehe. O tic TAC do relógio, a geladeira funcionar, minha gatinha miar.... muitas coisas que eu nem sabia que existia som eu passei a ouvir, como a toalha secando o corpo. Agradeço a Deus imensamente por ter me permitido essa oportunidade, da minha cirurgia ter sido um sucesso. Já se completaram 3 meses que operei e a qualidade de vida melhorou quase 100%. Aaaa, e minha gêmea gaúcha veio me visitar recentemente, isso só nos aproximou ainda mais e provou que somos gêmeas mesmo,hehehehe, detalhe que quase sou duas dela em tamanho e gordura,hahahahah. Agradeço a Betinha pela oportunidade de falar aqui no Blog, e falar muito né? Mineiro é um trem que fala bastante mesmo,hahaha. Gente!!! Hoje eu tiro onda pedindo para abaixar a TV, pedindo para falar mais baixo. Mas o que mais amei, foi ouvir a aceleração dos carros bravos, das motos. Antes eu ouvia mas era abafado, agora é nítido. Ouvir a orquestra da igreja também foi uma maravilha. Mas tudo tem um lado meio chato, tipo o ronco do marido a noite toda, hehehhehehe. Quem ainda tiver dúvida sobre fazer a cirurgia, eu digo, faça! Os riscos são muito baixos para não tentar. Abraços!

Kel Benfica

Em tempo: Aaa esqueci de dizer do vento bater na orelha hahaha que é maravilhoso, não tem preço.